19/08/2014

Primeira medalha

A primeira a gente nunca esquece.

Comecei a correr para largar o cigarro, mas antes de começar a fumar já era um esportista, faixa preta de karate e competidor de atletismo (salto em altura, salto em distância e revezamento 4x400), mas na adolescência comecei a sair de balada e o cigarro foi inevitável.

No final de 2004 resolvi largar o vício e comecei a correr, assim eu e meu amigo Erik de Campos resolvemos nos aventurar nas corridas de rua e nosso primeiro desafio foi a prova do aniversário de Santo Amaro do Sesc.

Fiz um tempo horrível como vocês podem ver abaixo ou no link:

Clique na imagem para aumentar

Link: http://runnerbrasil.com.br/Calendario/2005/0116/Sesc/Sesc_M.txt

Já eramos cheios de marra, vejam o nome da equipe na direita.

Nessa brincadeira já se vão quase 10 anos e por volta de 200 provas entre elas a minha grande conquista que foi terminar a maratona do RIO.

Desde do dia 16/01/2005 não voltei a fumar e a corrida virou uma das coisa mais importantes da minha vida.

Minha primeira medalha...uma das mais importantes da minha coleção.





3 comentários:

Erik disse...

Que incrível lembrança André!!! FANTÁSTICO!!! E ainda com o arquivo dos tempos, fiz 57:22. :-D Atualmente tenho corrido apenas numa pista de 400m e tenho optado mais por caminhar... Já caminhei da Zona Sul até a Zona Leste, 9 horas de caminhada... Muito bom!!!

supralux disse...

Lembro dos meus primeiros 5k feitos em 38 minutos suados, corrida do mc donalds, com muita cautela e medo de não chegar ao fim. Mas eu cheguei e aqui estou, com algumas medalhas e muitos quilômetros na sola dos tênis. Logo mais (em outubro) faz 3 anos dando trabalho pras pernas, um caminho com altos e baixos, e você esteve comigo no caminho todo, incentivando, orientando, correndo e rindo junto. Nada teria sido como foi, esse constante aprendizado, se você não estivesse lá pra me dar umas chapuletadas quando eu dizia pra mim mesma que não dava mais, que não aguentava, que tava com frio, com dor, com preguiça...
Eu não sei dizer o que me fez começar a correr. Mas sei o que me faz continuar correndo: correr é a minha terapia, a mais eficaz, barata e mais gostosa que chocolate!

Lux Sakurai disse...

Lembro dos meus primeiros 5k feitos em 38 minutos suados, corrida do mc donalds, com muita cautela e medo de não chegar ao fim. Mas eu cheguei e aqui estou, com algumas medalhas e muitos quilômetros na sola dos tênis. Logo mais (em outubro) faz 3 anos dando trabalho pras pernas, um caminho com altos e baixos, e você esteve comigo no caminho todo, incentivando, orientando, correndo e rindo junto. Nada teria sido como foi, esse constante aprendizado, se você não estivesse lá pra me dar umas chapuletadas quando eu dizia pra mim mesma que não dava mais, que não aguentava, que tava com frio, com dor, com preguiça...
Eu não sei dizer o que me fez começar a correr. Mas sei o que me faz continuar correndo: correr é a minha terapia, a mais eficaz, barata e mais gostosa que chocolate!